01. Introdução às bem-aventuranças – o tema

Série - A busca da felicidade em Cristo

Publicado em 12/04/2022 às 10h23

Sermão do Monte

1. TEMPO DE ORAR | 5 min
2. TEMPO DE CANTAR | 5 min
3. TEMPO DA PALAVRA | 30 min

1"Vendo as multidões, Jesus subiu ao monte e se assentou. Seus discípulos aproximaram-se Dele, e 2Ele começou a ensiná-los, dizendo:" (Mateus 5:1-2)

Introdução | O texto bíblico que vamos estudar nesta série é a primeira parte do Sermão do Monte (5:3-16). Nele, o próprio Jesus, vai nos apresentar o conceito divino de felicidade. Ele nos chama a refletir sobre tudo aquilo que deseja de nós como cidadãos do Seu Reino. Uma das passagens bíblicas que penetram mais profundo em nossa alma, que tratam daquilo que deve governar nossa mente, nosso coração e nossas atitudes para sermos verdadeiramente felizes.

a) O que é felicidade? | Para muitos a felicidade está relacionada ao sucesso, as riquezas, a beleza e ao poder. Para outros à paz, a “reconhecer sua ignorância”, aceitar as “várias verdades”, a aceitação do destino. Para outros felicidade é viver de uma forma justa e virtuosa. O amor à igualdade, uma vida de solidariedade. Um homem bom que se alimenta de seus ideais. Para Confúcio "ser feliz é contribuir para a felicidade do outro". Gandhi, disse: “A felicidade é o próprio caminho.” Para outros a felicidade está na esperança de uma vida após a morte. Para a Universidade de Oxford é uma multiplicidade de interesses, como renda, idade, preferências religiosas, políticas, estado civil, entre outros. E por fim, de acordo com o Dicionário Aurélio, felicidade é "o estado de quem é feliz". Uma “sensação durável de bem-estar e contentamento”. 

b) A felicidade é um assunto importante? | As principais correntes filosóficas, as maiores religiões do mundo, vem há milênios oferecendo ao homem várias receitas de felicidade. A felicidade é o maior desejo da humanidade. Ser feliz é o sonho do homem em todas as épocas e culturas. Jesus não escolheu este tema ao acaso! Jesus não está oferecendo algo supérfluo ou tratando de assuntos paralelos. São as primeiras palavras do ministério de Jesus e Ele foi objetivo. O mais extraordinário discurso das escrituras: o maior pregador, a maior mensagem e o tema mais importante para o homem! 

c) A felicidade é possível? | Para alguns pensadores a felicidade plena é impossível, uma ilusão, visto que a dor, o sofrimento e o fracasso, por exemplo, fazem parte da vida. Um mundo que não consegue satisfazer este homem insaciável. Para outros a felicidade é algo alcançável e negar a possibilidade de ser feliz seria viver sem esperança. Há diversas passagens bíblicas que tratam da felicidade do homem. Elas apontam para o perdão, para a ausência de culpa e hipocrisia (Sl 32:1-2); para confiança em Deus (Sl 37:4); para o “afastar-se do mal e fazer o bem”, buscar a paz (Sl 34:12-14), e nas palavras do próprio Senhor Jesus, segundo Paulo, “Há maior felicidade em dar do que em receber” (At 20:35).

d) O ser humano é feliz? | Jesus teve “grande compaixão” das pessoas à sua volta. E mesmo nos dias de hoje, não é difícil imaginar isso quando olhamos para o ser humano e vemos a ansiedade, o medo, a depressão, o suicídio, os vícios e compulsões, a desestruturação das famílias, os relacionamentos frágeis e superficiais, a competição doentia, o egocentrismo, entre outras diversas doenças e conflitos da vida, se proliferando assustadoramente, entre muitos. Quando percebemos em muitas sociedades um ciclo de ganância onde o luxo de poucos promove a miséria de muitos. Um desejo insaciável que gera grande desigualdade social, aumento da violência, insegurança em relação as autoridades e instituições, enfim, tudo isso sinaliza um mundo aparentemente infeliz. Uma miséria interior que corrói por dentro. Não apenas a pobreza financeira, que é mais perceptível, mas a pobreza na alma, muitas vezes silenciosa e fatal. É verdade que esta percepção da felicidade é muito pessoal. Todavia, o mundo dá sinais claros de que algo está muito errado, e biblicamente falando não há grandes esperanças a este respeito. Um homem que sem Deus, desde a antiguidade até os “últimos dias” caminha para o caos (Gn 6:5, 2Tm 3:1-7)

4. TEMPO DE COMPARTILHAR E ORAR | Peça a Deus para que nos ajude nesta caminhada com Jesus. Peça a Ele o Seu Espírito Santo. Porque ele não nos daria (Lc 11:9-13) ? Que sejamos profundamente transformados pelo Espírito Santo. Que possamos estar atentos a tudo aquilo que o próprio Filho de Deus, e em suma, o próprio Deus, nosso criador, tem a nos dizer sobre o que nos fará verdadeiramente felizes. 
 

94 visualizações