18. Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça

Série - A busca da felicidade em Cristo

Publicado em 22/04/2022 às 14h38

1. TEMPO DE ORAR | 5 min
2. TEMPO DE CANTAR | 5 min
3. TEMPO DA PALAVRA | 30 min

"10Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça..." (Mateus 5:10-11)"

Introdução | Chegamos à última bem-aventurança e é como se Jesus dissesse: "O prêmio por fazerem conforme tenho ensinado é a perseguição". Pode parecer desanimador e triste, mas a verdade é que todos que desejam ser semelhantes a Cristo serão perseguidos (2Tm 3:12). Tudo começou no Éden e perdura até hoje (1Jo 3:11-12). A história da igreja e os relatos bíblicos nos mostram que muitos cristãos foram odiados. Os apóstolos em geral tiveram mortes cruéis oriundas de perseguição. Por que esse ódio?

Reinos opostos | De um lado o Reino deste mundo, os filhos do diabo, o Pai da mentira, que andam nas trevas, e odeiam a verdade (Jo 8:44). Ele está em guerra contra Deus. Ele odeia a verdade, porque a verdade acaba com todos os seus planos de engano (Jo 3:20). Ele quer as pessoas escravas de seus desejos, conduzindo-as a uma vida de pecado, afastadas de Deus (Ef 2:2). Do outro lado o Reino de Deus, os filhos de Deus. Aqueles que amam a verdade e odeiam a mentira (3Jo 1:3-4). Deus odeia a mentira (Pv 12:22). A nossa arma é a Bíblia, a Palavra da Verdade (Hb 4:12). Como “luz do mundo” desejamos iluminar o caminho e revelar a Verdade. Jesus é a Verdade, o Espírito é a fonte de toda a verdade (Jo 15:26; Fp 2:15; Jo 14:6). Mas as verdades do Evangelho incomodam o ímpio, ofendem seu estilo de vida, exige renuncias que o incomodam, faz com que tome consciência de seus males (Jo 15:18-23). Eles acham estranho não querermos as mesmas coisas que eles (1Pe 4:4). Procuram encontrar no crente alguma falha, a fim de igualar todos pelo mesmo baixo padrão. A mentalidade do homem natural é "inimizade contra Deus" (Rm 8:7). Quando Jesus esteve aqui o mundo exigiu a sua crucificação, eles o rejeitaram porque amavam mais as trevas do que a luz (Jo 3:19-20). Os fariseus odiavam Jesus sem motivo, simplesmente porque se sentiam confrontados e incomodados por ele (Jo 15:25; 1Tm 1:13). Nada mudou! Você sente essa guerra?

Uma perseguição baseada em conflitos | Verdade e mentira são incompatíveis. O que mais a mentira odeia senão a verdade? A verdade acaba com o engano, com a ilusão, com a falsidade, enfim, com a mentira. Elas não podem coexistir. Essa é uma relação extremamente conflituosa. Fé em Deus ou fé nos homens? A justiça de Deus ou a dos homens? O amor de Deus ou o amor dos homens? O resultado de tudo isso são conflitos no campo das ideias, das convicções, das opiniões, do modo de viver, das escolhas, das conversas. Experimente assuntos como homossexualismo, aborto, drogas, ideologia de gênero, evolucionismo, sexo fora do casamento etc. Você já experimentou esses conflitos na prática? 

Esquema de exemplificação de conflitos:

Você precisa escolher um lado | O Evangelho não deixa dúvidas a este respeito. Ou você serve a um senhor ou a outro. Ou serve a Deus ou ao diabo. Ou você é com Ele, ou é contra Ele. Ou você ajunta ou espalha. Ou você aceita ou rejeita. Ou agrada a Deus ou a homens (Mt 6:24; 10:33; Lc 11:23; Gl 1:10). Não existe um lugar neutro! Ao escolher um reino você se torna inimigo do outro (Tg 4:4). Como luz e trevas, como justiça e injustiça, ou prevalece um ou o outro. O verdadeiro cristão será amado por Deus, mas será odiado por Satanás e pelo mundo. Nesse sentido Jesus não veio trazer paz, propor um Evangelho que possa agradar a todos, mas dividir o mundo entre aqueles que desejam estar no caminho da verdade ou fora dele (Mt 10:34, Lc 12:51; João 14:6; 1Jo 3:8). Você se sente em guerra?
 

Uma perseguição geralmente sutil | Dificilmente o inimigo se apresentará de uma forma que você venha a desprezá-lo. A perseguição é mais sutil do que escandalosa. Não é uma mentira descarada, mas meias verdades, princípios relativizados, falsos valores, falsos ensinos. Ele confunde amor com sensualidade, autopiedade com justiça, enfim, por fora a casca é linda, mas o interior está em putrefação. O efeito momentâneo é maravilhoso, mas o mal que provoca é eterno (Gn 3:6). O mundo normalmente não vai te confrontar, te ameaçar, mas vai te seduzir, te iludir, te provocar nas suas fraquezas e te prometer um final feliz. Não devemos subestimar a “sede de sangue” do inimigo (1Pe 5:8).
 

4. TEMPO DE COMPARTILHAR E ORAR | Ore pedindo a Deus que o seu modo de ser cristão incomode o mundo. Alguém como Jesus, sempre incomodará! Se você tão somente tentar viver uma religião morna, então o mundo haverá de aplaudi-lo. Mas se buscar o caráter de Cristo, então o mundo o odiará. O mundo precisa ser incomodado, convencido do pecado, da Justiça e do juízo (Jo 16:8). A lógica é simples: se estiver fácil é porque está errado. 

Esquema complementar:


 

40 visualizações